Os 5 Domínios da Transformação Digital

No meu texto anterior fiz um Introdução sobre Transformação Digital e sobre como ela acontece. Vou dar aqui um resumo rápido sobre 5 domínios da Transformação Digital.

A Transformação Digital é um processo para re-pensar e estruturar um negócio considerando a criação de valor para o consumidor conectado, ponderar as ameaças e oportunidades trazidas pelo acesso facilitado a tecnologia e os diferenciais da empresa dentro da era de hipercompetição.

Um processo de Transformação Digital tem o foco na criação de VALOR para o consumidor. 

É repensar como um consumidor, que agora está munido de diferentes tecnologias, vai valorizar uma empresa e considerar o produto (ou serviço) dela superior ao da concorrência e ficar satisfeito com o desembolso que faz ao adquirir algo dessa empresa.

 Pra facilitar o entendimento do que entra no escopo de um processo de Transformação Digital podemos listar 5 pontos que foram  impactados pela evolução tecnológica dos últimos 20 anos.

Quais os processos, mensagens e atributos de produto que o consumidor mais valoriza? EM função da tecnologia de hoje, a área de Marketing não precisa mais contar somente com pesquisas quantitativas massificadas ou reunião com grupos focais, processo caro e que muitas vezes trabalha com uma amostra longe da ideal. Hoje essas respostas podem surgir de análise d Big Data ou de formulários de contato individualizados de acordo com o histórico de compra do consumidor.

1) Dados: que estavam confinados em uma máquina registradora de uma loja são hoje compartilhados com um servidor que agrega todos os dados das diferentes registradoras de todas as lojas de uma grande rede. Esses são exemplos de dados estruturados.

Mas a grande revolução quanto aos dados estão exatamente nos chamados dados Não Estruturados, aqueles que estão em diferentes bases e que antes não eram acessados ou eram amostrais ou ainda impossíveis de serem depurados para fazer senso. Um exemplo são os comentários deixados sobre uma marca em redes sociais – se antes os consumidores estavam restritos a deixarem sua opinião em canais privados em um SAC ou no máximo dividindo isso num grupo focal numa sala espelhada, hoje, as redes sociais são as grandes salas de espelho – vc tem acesso e pode ver tudo que eles comunicaram. Mas é necessário capacidade de processamento e ferramentas adequadas para analisar e quantificar isso de maneira que gere informações relevantes.

Por exemplo: a rede de hotéis que verificou mais de 80 características que as pessoas mais comentavam sobre o hotel e com a devida análise, chegou em 5 características que praticamente determinavam o rating que os hospedes davam nos portais de turismo. O hotel verificou que essas 5 características se concentram nos primeiros 15 minutos da chegada do hóspede no hotel. Então concentrou seus esforços iniciais em melhorar a experiência do usuário nos primeiros 15 minutos da chegada e oferecendo a melhor experiência possível nesses 5 itens de missão crítica de forma que as percepções e avaliações sobre a estadia fossem as mais positivas possíveis.

2) Concorrência e cadeia de valor: Aqui nem se fala tudo o que mudou: Hoje você escolhe se quer comprar um blusa na China por metade do preço que pagaria por uma em uma loja na sua esquina.

Os táxis, um negócio estabelecido e que necessitava uma autorização do governo, em poucos meses, viu a entrada de inúmeros motoristas usando seus carros particulares para solucionar o mesmo problema – deslocamento. Depois ainda vieram os patinetes ou bicicletas que você pega e larga no local que for mais conveniente. São todas soluções para uma pessoa se deslocar de um lugar a outro – alternativas ao velho Táxi.

3) Consumidores: Esses já chegam na loja sabendo tanto ou mais que um vendedor no PDV. E de dentro do provador mandam as fotos do que estão vestindo pra pegar a opinião dos amigos sobre as peças. Fora ainda as pesquisas de preço que fazem no site da própria loja em que estão para comparar a compra no e-commerce versus na loja física ou uma especificação mega particular que muitas vezes somente um Engenheiro do fabricante havia atentado.

4) Inovação: Uma das ações mais desejadas e executadas pelas empresas mas que muitas vezes o consumidor não consegue nem perceber ou a empresa mal consegue promover como uma vantagem do seu produto pois a concorrência chega, faz igual, e a grande inovação do ano foi na verdade somente ficar adequado ao mercado pra não perder valor aos olhos do consumidor. 

5) Valor: O grande desafio. Gerar soluções que o consumidor perceba e pague por ela. Que distanciam, pelo menos temporariamente a empresa da concorrência. Que gere caixa para saltos maiores.

A capacidade de uma empresa receber por um produto mais do que somente o custo acrescido de uma pequena margem é o alicerce do empreendedorismo.

Ao mesmo tempo, a redução nos custos de acesso a tecnologia multiplica o número de concorrentes e torna os produtos muito parecidos.

A criação de valor é o objetivo da análise de dados e da implementação de processos criativos para agregar valor aos olhos do consumidor.

Os 5 domínio da Transformação Digital são hoje as forças a serem analisadas pela área de Marketing sobre como encontrar oportunidades de gerar valor de forma customizada ao consumidor. Isto é, a customização em massa que fará o consumidor desembolsar um valor a maior do que ele destinaria a uma solução concorrente.

A criação de Valor é o grande fim, e ao mesmo tempo, o maior iniciador da inovação e da Transformação Digital.

Publicações Relacionadas

O que é Metodologia Ágil?

Você pode ficar aliviado ao saber que existe uma versão oficial do que é ágil.  São apenas 68 palavras no "Agile Manifesto" (2001) em sua totalidade compacta: Estamos descobrindo maneiras melhores de desenvolver software, fazendo-o nós mesmos e ajudando outros a...

O que é Design Thinking?

O Design Thinking é um processo cíclico (iterativo) não linear que busca entender os usuários, desafiar suposições, redefinir problemas e criar soluções inovadoras para prototipar e testar.  O método consiste em 5 fases - Empatia, Definição, Idéia, Protótipo e Teste. ...

O que é Design Thinking?

O Design Thinking é um processo cíclico (iterativo) não linear que busca entender os usuários, desafiar suposições, redefinir problemas e criar soluções inovadoras para prototipar e testar.  O método consiste em 5 fases - Empatia, Definição, Idéia, Protótipo e Teste. ...

ler mais

Acompanhe nossos conteúdos em seus canais favoritos

Deseja conversar?

Possui dúvidas sobre como o seu negócio pode aproveitar a Transformação Digital? Agende um horário para falarmos ao vivo sobre Criação de Valor, Hipercompetição, Marketing, Desenvolvimento de Negócios e aplicativos.

Atualize-se por e-mail

Inscreva-se em nossa lista para ofertas e atualização de informações

Nossos Canais

Use sua rede favorita para acompanhar nossos temas